Doutores Cidadãos
A gente acredita no poder do sorriso

História

O grupo Doutores Cidadãos existe desde 2001, antes mesmo do Canto Cidadão ser legalmente constituído. A iniciativa surgiu com o encontro dos comunicadores Felipe Mello e Roberto Ravagnani que, ao se conheceram, em meados de 2001, decidiram empreender atividades de sensibilização e ação pautadas pelo protagonismo alegre, lúcido e transformador.

Os dois decidiram criar o grupo Doutores Cidadãos, começando o processo de estruturação da iniciativa, com a pesquisa e o desenvolvimento de uma metodologia de trabalho, um programa de preparação de novos integrantes e a parceria com um número crescente de hospitais.

A partir de 2003, começou o processo de expansão do grupo, tanto em número de voluntários quanto em número de hospitais e pacientes atendidos. De lá para cá, a preparação de novos voluntários nunca cessou, tanto pelo interesse de participação de um grande número de pessoas quanto pela demanda das unidades hospitalares.

Missão

Pela arte do palhaço, voluntariado e disposição para a realização de bons encontros humanos, os Doutores Cidadãos têm como missão levar aos frequentadores de hospitais públicos e filantrópicos, especialmente os pacientes adultos e idosos, acompanhantes, visitantes e funcionários, doses de preciosos remédios: alegria, valorização da vida e estímulo à cidadania.

Objetivos

  • Estimular o exercício da cidadania pelo voluntariado, ou ainda, a participação dos indivíduos em causas de interesse coletivo;
  • Contribuir para a melhoria das relações interpessoais nos hospitais;
  • Construir bons encontros por meio da arte do palhaço e do diálogo;
  • Oferecer visitas animadas a pacientes adultos e idosos, especialmente;
  • Promover desenvolvimento pessoal aos participantes.
Voluntários




  • Os Doutores Cidadãos são palhaças e palhaços voluntárias que visitam regularmente hospitais públicos e filantrópicos, para propor bons encontros com pacientes, acompanhantes e profissionais da saúde. Consideramos bons encontros aqueles pautados pela vontade de compartilhar olhares, histórias e sorrisos respeitosos e torcedores. O objetivo não é fazer shows, mas, sim, estabelecer uma relação, ainda que breve, pautada pela declaração de respeito ao lugaro do outro e torcida pelo seu bem-estar.

  • Tire todas as suas dúvidas lendo a sessão de Dúvidas Frequentes aqui do site enviando um e-mail para info@cantocidadao.org.br.



  • Em linhas gerais, o novo treinamento começa antes do próprio treinamento, uma vez que todos os interessados são convidados a percorrer as etapas do PIP, o Programa de Identificação de Perfil, conjunto de etapas (questionário eletrônico, palestra, oficinas, entrevistas e ações cidadãs e culturais) que permitem que os interessados e o Canto Cidadão se conheçam melhor. Além das etapas de identificação de competências emocionais, existem atividades cidadãs realizadas pelos interessados, chamadas de Caminho do Protagonista. São iniciativas de exercício da cidadania, assim como estímulo do protagonismo na rede de relacionamento dos candidatos a voluntários. A realização dessas tarefas, por ordem de chegada, assim como a adequação de perfil à atividade, habilita o interessado a fazer parte de uma turma de treinamento.

    Após o PIP - Programa de Identificação de Perfil, o interessado fará um treinamento inicial composto por duas fases: carga-horária de vivências realizadas na sede do Canto Cidadão e em espaços públicos, nas quais os principais conceitos e práticas do programa social são compartilhados e exercitados. Para tanto, são utilizadas diversas ferramentas, tais como dinâmicas de grupo, recursos audiovisuais, simpósios, ações práticas em campo, entre outras.

    A segunda parte é o estágio monitorado em ambiente hospitalar, quando o voluntário em treinamento realizará uma série de visitas acompanhadas por um voluntário já experiente.

    Após o estágio prático monitorado, o voluntário começa a sua atuação regular e entra no CantoEduca, um programa de prepaçnao continuada, por meio do qual participará de eventos relacionados à "caixa de ferramentas" (oficinas de artes, por exemplo) e à "caixa de emoções", com encontros para apoio, esclarecimento e fortalecimento de questões ligadas ao comportamento humano.

    Para saber mais sobre o caminho para ingressar no grupo, vá até o final desta página e clique no Faça Parte. Você também pode enviar um e-mail para info@cantocidadao.org.br. Faremos o nosso melhor para esclarecer todas as suas dúvidas. 

  • NOVAS TURMAS DE PREPARAÇÃO DE VOLUNTÁRIOS EM 2018

    No primeiro semestre de 2018, o Canto Cidadão realizará o treinamento da Turma 48, que participou do PIP entre setembro de 2017 e fevereiro de 2018. Serão 27 participantes da turma, com mais de 60 horas de treinamento (no Canto Cidadão, em espaços públicos e em hospitais parceiros) e atividades complementares, entre final de fevereiro e meados de julho.   

    PRÓXIMA TURMA

    A próxima turma de preparação (Turma 49) acontecerá no segundo semestre de 2018. A partir de março, serão divulgadas mais informações sobre as etapas do PIP - Programa de Identificação de Perfil. Caso tenha interesse em receber mais informações, envie um e-mail para info@cantocidadao.org.br. Obrigadx!



  • Que tal conhecer um pouco mais sobre os voluntários? Atualmente são centenas de pessoas de todos os perfis, que oferecem parte do seu tempo, talento e sentimentos para a atividade. Confira entrevistas que o Canto Cidadão fez com alguns voluntários Doutores Cidadãos. Em breve, outras virão!

    Clique aqui para ler as entrevistas

Hospitais parceiros
Resultados gerais

Os Doutores Cidadãos já beneficiaram diretamente aproximadamente 1,5 milhão de pacientes, acompanhantes e profissionais da saúde, especialmente adultos e idosos que frequentam unidades hospitalares. Compõe este número as pessoas beneficiadas nos atendimentos regulares na Grande São Paulo e nas viagens realizadas pela organização ao longo dos anos.

Desde março de 2017, o Canto Cidadão começou a implementação de um Acordo de Responsabilidades junto aos voluntários Doutores Cidadãos, um instrumento que entrou em vigor em 7 de agosto, estabelecendo caminhos para o acréscimo constante de clareza e observação do comprometimento com os objetivos da atividade. O objetivo maior é fazer o bem de forma cada vez mais bem feita, buscando contribuir de forma efetiva com as causas da arte em hospital, voluntariado e cidadania. 

Conheça o Acordo de Responsabilidades 2017.2 (segundo semestre de 2017) clicando aqui. Caso queira conhecer o Acordo de Responsabilidades 2018.1 (primeiro semestre de 2018), clique aqui.  

Confira as Resultados Gerais da iniciativa em 2017:

Realizações 2017
  • 000
    Voluntários atuantes
  • 000
    Hospitais Visitados
  • 000
    Visitas aos Hospitais
  • 000
    Horas de Voluntariado
  • 000
    Encontros Realizados
  • Faça Parte

    Sinta-se convidado a saber mais sobre os Doutores Cidadãos e se juntar ao grupo. Para saber mais sobre o processo de preparação de novos voluntários, envie um e-mail para info@cantocidadao.org.br. Você receberá como resposta a orientação sobre as etapas para o seu ingresso no trabalho voluntário.