[PIP 2018] Perguntas e Respostas sobre os DOUTORES CIDADÃOS
Tire suas dúvidas gerais e específicas sobre o voluntariado como palhaça(o) hospitalar do Canto Cidadão
Projeto

Olá! Tudo bem? Percebemos que você se interessou pelo trabalho voluntário dos DOUTORES CIDADÃOS, palhaças(os) hospitalares que, desde 2002, visitam hospitais públicos e filantrópicos da Grande São Paulo. Abaixo você poderá tirar suas dúvidas GERAIS sobre o PIP (Programa de Identificação de perfil), assim como suas dúvidas ESPECÍFICAS sobre o processo de entrada no programa sociocultural Doutores Cidadãos. Seja muito bem-vinda(o)!

Clique aqui para ir direto ao FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO no PIP - 2018 (Doutores Cidadãos - Jundiaí).

Por que o Canto Cidadão está lançando o PIP (Programa de Identificação de Perfil)?

De coração, queríamos que todos os interessados fizessem parte dos projetos sociais do Canto Cidadão. Felizmente, como tem um montão de gente com essa vontade, é preciso entender, com carinho, as habilidades e competências do interessado nesse momento até para poder ajudar durante todo o processo de treinamento. Afinal de contas, estamos lidando com o ambiente hospitalar, onde há muitas peculiaridades.

O PIP é a única forma de participar das atividades do Canto Cidadão?

Mais ou menos (rs). O PIP é a porta de entrada para participar como voluntário regular de um dos quatro projetos sociais do Canto Cidadão: Doutores Cidadãos, Arte em todo Canto - Hospitais, CantoRia ou EnCanta. Porém, é possível participar do Canto Educa (ciclo de palestras interativas e oficinas que tratam do tema de voluntariado e conhecimento pessoal), e de outras atividades pontuais. Sugestão: que tal seguir a gente no Facebook e no Instragram? Sempre postamos conteúdos legais lá.

O que acontece se eu não continuar no PIP?

Você pode tentar no ano que vem, sem problemas. Ficaremos muito felizes com essa sua decisão. Além disso, é possível participar das atividades pontais do Canto Cidadão, conforme mencionado acima.

Quais são os hospitais parceiros visitados regularmente pelos voluntários do Canto Cidadão?

Trabalhamos regularmente com 14 hospitais na Grande São Paulo. A.C.Camargo Cancer Center (São Paulo-SP), Hospital Cruz Azul (São Paulo-SP), Hospital das Clínicas (São Paulo-SP), IOT (São Paulo-SP), Hospital São Paulo (São Paulo-SP), Hospital Brigadeiro (São Paulo-SP), Hospital Emílio Ribas (São Paulo-SP), Hospital Geral do Grajaú (São Paulo-SP), Hospital Pérola Byington (São Paulo-SP), HSPE (São Paulo-SP), HSPM (São Paulo-SP), HU-USP (São Paulo-SP), Hospital Mario Covas (Santo André-SP) e Hospital Municipal de Barueri (Barueri-SP).

Para esse treinamento, será feita uma parceria com um hospital de Jundiaí - SP, onde os novos voluntários atuarão ao final do treinamento.

Qual o calendário de treinamento da nova turma de Doutores Cidadãos (voluntários palhaços hospitalares)?
  1. Etapa 1: dias 15 e 16 de setembro (sábado e domingo), das 10 às 18h;
  • Sala de aula e hospital
  1. Etapa 2: dia 22 de setembro (sábado), das 14 às 19h;
  • Sala de aula
  1. Etapa 3: dia 6 de outubro (sábado), das 14 às 19h;
  • Sala de aula e hospital
  1. Etapa 4: dia 13 de outubro (sábado), das 14 às 19h;
  • Sala de aula e hospital
  1. Etapa 5: dia 27 de outubro (sábado), das 14 às 19h;
  • Sala de aula
  1. Etapa 6: dia 10 de novembro (sábado), das 14 às 19h;
  • Sala de aula e hospital
  1. Etapa 7: dia 17 de novembro (sábado), das 14 às 19h;
  • Sala de aula e hospital
  1. Etapa 8 (extra, se necessário): dia 1o de dezembro (sábado), das 14 às 19h;
  • Sala de aula e hospital

 

Qual é o limite de faltas durante o período de treinamento?

Tratamos o trabalho voluntário com muita responsabilidade, ainda mais quando se trata do ambiente hospitalar. Isto posto, serão permitidas apenas duas faltas, com exceção dos dois primeiros encontros (de presença obrigatória). Reforçamos que faltas por motivos de força maior serão tratadas individualmente, com decisão soberana do Canto Cidadão.

E depois do treinamento, o que acontece?

O Canto Cidadão discutirá, em comum acordo com os voluntários, a formação de grupos (quartetos ou trios) que atenderão os hospitais em conjunto, de acordo com um calendário semestral de visitas. Aprendemos, em 16 anos de existência, que o sentimento de grupo é um fator primordial para a continuidade do trabalho voluntário.

Qual o público-alvo do projeto?

Os Doutores Cidadãos atuam, preferencialmente, junto aos adultos e idosos, leia-se: pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde. Claro que o encontro entre uma criança e um palhaço, não fará mal algum a nenhum dos dois (rs), mas acreditamos que o público infantil está bem atendido por outros grupos de palhaçaria hospitalar.

Há algum pré-requisito para participar dos Doutores Cidadãos?

Basta ter mais 18 anos ou mais, vontade e disponibilidade para fazer um voluntariado com capricho e responsabilidade.

Quanto tempo eu preciso disponibilizar para o projeto depois do treinamento?

Requisitamos, no mínimo, 1 visita mensal ao hospital. A periodidade de visitas será definida durante o treinamento.

Quais os horários disponíveis para visitar o hospital como um(a) Doutor(a) Cidadã(o)

Não há uma horário definido. Essa agenda dependerá da demanda do hospital e também da agenda do seu grupo. Muitos voluntários visitam os hospitais dias de semana à noite ou finais de semana.

Como serão as visitas aos hospitais?

Sempre em grupo de três (3) ou quatro (4) voluntários que disponbilizarão um calendário semestral de visitas para um único hospital.