TEATRO EM HOSPITAIS
Elenco Profissional e Elenco Voluntário
Projeto

Em diversos momentos, o ambiente hospitalar pode ser e é marcado pela ansiedade, tensão e desencontro. Felizmente, iniciativas artísticas buscam melhorar a atmosfera desses locais, em especial por meio dos palhaços, música, contação de histórias e outras expressões. No entanto, há ainda muitas oportunidades para a inserção do teatro nesse contexto. Todos buscando contribuir, essencialmente, para a valorização da vida e a importância dos relacionamentos interpessoais. Com isso, pretende-se colher frutos relacionados à saúde geral do paciente, bem estar dos profissionais e acompanhantes, economia de recursos econômicos, educação para saúde e democratização da cultura. Tanto a nossa crença quanto a observação dos resultados já conquistados fortalecem o nosso desejo de levar cada vez mais teatro a cada vez mais hospitais.

As apresentações acontecem tanto em locais determinados (como auditórios e anfiteatros) quanto, e especialmente, de forma itinerante, desde a portaria até a UTI da unidade hospitalar. Essa composição de ofertas faz com que um grande número de pessoas (não somente aquelas que podem se deslocar) possa receber os estímulos das apresentações.

Para os espaços fixos são levados os formatos mais longos (peças com duração entre 25 e 40 minutos). Para a circulação pelas outras tantas dependências do hospital, são levadas cenas com duração entre 5 e 15 minutos.

Em se tratando dos temas exercitados nas temporadas, a prioridade é a valorização dos bons encontros entre todos os frequentadores do ambiente hospitalar. Por meio da comicidade, emoção e interação, os artistas e o público se unem num momento de celebração de respeito à vida por meio da arte.

A Temporada 2017 conta com o realização do Ministério da Cultura (Lei Rouanet), com patrocínio da Droga Raia e Casa Tognini, e o apoio da Elfa MEdicamentos.

E também conta com o a realização do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura de São Paulo, e patrocínio da Air Liquide.

Confira mais detalhes sobre a temporada atual logo a seguir.

Nossos agradecimentos aos patrocinadores e aos apoiadores dos projetos da Temporada 2017:

Temporadas do Teatro Profissional em Hospitais

Em 2008 aconteceu a primeira temporada de teatro profissional em hospitais do Arte em todo Canto. As temporadas com elencos remunerados contam com a contratação de atores e atrizes profissionais e a realização de um grande número de apresentações em diversas unidades hospitalares. A iniciativa já beneficiou aproximadamente 60 mil pessoas em 25 hospitais públicos e filantrópicos.

TEMPORADA 2017

Em 2017, o Canto Cidadão está realizando duas temporadas de teatro em unidades hospitalares públicas e filantrópicas da Grande São Paulo. Entre maio e novembro, aproximadamente 20 mil pacientes, acompanhantes e profissionais da saúde assistirão às cenas criadas exclusivamente para esta temporada. 

Sob o título "Entre palavras e atitudes, a vontade", o elenco formado por nove (9) atores e atrizes visitarão 11 hospitais parceiros (veja abaixo a relação), realizando cenas desde a Recepção até a UTI.  

A temporada conta com o realização do Ministério da Cultura (Lei Rouanet), com patrocínio da Droga Raia e Casa Tognini, e o apoio da Elfa MEdicamentos.

E também conta com o a realização do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura de São Paulo, e patrocínio da Air Liquide.

Confira o dia-a-dia da temporada 2017 em nossa página no Facebook, clicando aqui.

Hospitais parceiros na temporada 2017:

Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini (Hospital Brigadeiro)
IAMSPE - Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE)
Hospital São Paulo
Hospital Geral do Grajaú
Hospital Pérola Byington - Centro de Referência da Saúde da Mulher
Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP (Instituto Central)
Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Hospital BP (Beneficência Portuguesa)
Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HU-USP)
Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP (Incor)
Instituto de Radiologia do HCFMUSP (InRad)

TEMPORADA 2016

Ao longo da temporada, as unidades hospitalares citadas a seguir foram beneficiadas pela apresentação de 1.058 cenas teatrais, vistas por um total de 24.569 espectadores. A iniciativa teve o apoio da Lei Rounet e o patrocínio da Sanofi, Elfa Medicamentos, Casa Tognini e Yakult, com a produção do Canto Cidadão.

O repertório de seis cenas inéditas com duração entre 5 e 15 minutos foi criado para dialogar com diversos públicos por meio da comédia, emoção e situações do cotidiano, com alto caráter de itinerante, para que as cenas pudessem circular desde a recepção até uma UTI. Enquanto o elenco preparava o repertório, a produção do projeto visitava os hospitais para identificar os locais mais propícios à realização das apresentações.

Hospitais parceiros na temporada 2016:

Hospital Beneficência Portuguesa:122 apresentações e 2.408 espectadores.

Hospital dos Transplantes Dr. E. J. Zerbini: 67 apresentações e 1.494 espectadores.

Hospital Geral do Grajaú: 111 apresentações e 2.318 espectadores.

Hospital Municipal de Barueri: 102 apresentações e 2.293 espectadores.

Hospital Universitário da UNIFESP: 76 apresentações e 1.116 espectadores.

Hospital Universitário da USP - HU/USP: 102 apresentações e 1.974 espectadores.

Instituto Central (ICHC) - Hosp. das Clínicas: 65 apresentações e 1.119 espectadores.

Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia: 72 apresentações e 2.087 espectadores.

IAMSPE - Inst. Assist. Médica ao Serv. Estadual: 142 apresentações e 3.759 espectadores.

Instituto de Radiologia (InRad) - Hosp. das Clínicas: 66 apresentações e 1.663 espectadores.

Instituto do Coração (InCor) - Hosp. das Clínicas: 66 apresentações e 2.175 espectadores.

Prédio dos Ambulatórios (PAMB) - Hosp. das Clínicas: 67 apresentações e 2.163 espectadores.

Clique para ver o vídeo da temporada!

Clique para ver o álbum de fotos da temporada!

TEMPORADA 2015

Entre junho e novembro de 2015, o Canto Cidadão levou cenas teatrais a hospitais públicos ou filantrópicos da capital e Grande São Paulo. Foram 22 unidades hospitalares visitadas e 18.355 pessoas beneficiadas. A iniciativa teve o apoio da Lei Rouanet (Ministério da Cultura) e o patrocínio da Johnson & Johnson Medical Brasil.

Com o tema Viva Bons Encontros” o projeto levou 810 cenas teatrais às instituições participantes. Três trios de atores se revezaram nas apresentações que aconteceram em um hospital por dia, de segunda à sexta-feira. Os ambientes das exposições foram os mais variados: salas de esperas, recepções, unidades de tratamento intensivo, prontos-socorros e até em salas de quimioterapia. 

Cada trio possuía três cenas distintas, adequadas de acordo com o espaço a ser utilizado para a encenação: uma com duração mais curta, com 5 a 6 minutos, outra intermediária com duração de 8 a 9 minutos e uma mais longa, com duração de 15 a 16 minutos.

Dentre os hospitais participantes do projeto estão o Hospital São Paulo, Conjunto Hospitalar do Mandaqui, Complexo Hospital das Clínicas (diversos institutos), Hospital do Servidor Público Estadual, Hospital Universitário da USP, Hospital do Servidor Público Municipal, Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini (Hospital Brigadeiro), Hospital Geral do Grajaú, Hospital Beneficência Portuguesa, Hospital Pérola Byington, Hospital Cruz Azul, Hospital Dante Pazzanese e Hospital Municipal de Barueri.

Clique para ver o vídeo da temporada!

TEMPORADA 2008

Na temporada 2008 foram realizadas dezenas de visitas a 15 hospitais públicos da Grande São Paulo, com a apresentação de três obras de Antón Chekhov, sendo um monólogo, uma cena com dois atores de média duração (15 minutos) e uma peça (O pedido de casamento) com três atores e duração de 40 minutos. As obras mais curtas circulavam por diversos locais dos hospitais, enquanto a mais longa era apresentada em espaços como auditórios ou anfiteatros nas unidades de saúde. 

Conheça o Teatro Voluntário em Hospitais

A partir da receptividade à primeira temporada de teatro em hospitais (executada em 2008 por um elenco remunerado), o Canto Cidadão desenvolveu uma extensão do programa para contar com o apoio de voluntários interessados em participar e ampliar os resultados.

Os voluntários passam por um processo de treinamento e ensaios, preparando-se para apresentar cenas ou peças teatrais em ambiente hospitalar ou na sede da organização. Desde o início das atividades voluntárias, os elencos já beneficiaram mais de 5 mil pessoas em 15 hospitais públicos e filantrópicos.

Teatro Voluntário (Temporadas 2015 e 2016)

Durante o ano de 2015, o elenco voluntário do Arte em todo Canto - Teatro em Hospitais ensaio e apresentou a peça "Bendita Padoca", com duração de 25 minutos. A peça se passa dentro de uma padaria que está para fechar por dificuldades financeiras. No entanto, os frequentadores do estabelecimento se sensibilizam e se unem para impedir que a dona vá adiante com a ideia da venda do local para um restaurante a quilo. O objetivo de todos é manter aquele espaço de convivência, onde todos se encontram diariamente e consideram um oásis frente ao deserto das relações interpessoais da cidade grande.

Em 2015 foram 30 apresentações em 10 visitas realizadas a seis hospitais públicos diferentes. Isso porque a cada visita o elenco apresenta ao menos três vezes a peça, sempre em locais distintos da unidade hospitalar. Desde a recepção até as alas de internação têm a oportunidade de assistir ao espetáculo itinerante. Em torno de 1500 pessoas (pacientes, acompanhantes e profissionais da saúde) foram beneficiadas.  

Exemplos de hospitais visitados: Hospital do Servidor Público Estadual, Hospital Cruz Azul entre outros.  

Em 2016 o elenco seguirá temporada seguirá apresentando a Bendita Padoca uma vez por mês, contemplando mais milhares de pessoas em hospitais distintos.

  • Como participar

    Para saber como participar de forma voluntária, envie um e-mail para info@cantocidadao.org.br

Depoimentos